Tudo acontece em Brasília
Supervisores do BID aprovam andamento de obras do Procidades

Supervisores do BID aprovam andamento de obras do Procidades

Ver Original

Supervisores do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) visitaram por dois dias as obras do programa Procidades nas regiões administrativas da Ceilândia, Santa Maria e Gama. 

O objetivo foi avaliar os impactos socioambientais com as obras de pavimentação, drenagem pluvial, urbanização e energia nas Áreas de Desenvolvimento Econômico (ADEs). Os técnicos do banco não detectaram qualquer situação crítica na execução das obras. A avaliação dos especialistas foi positiva.

Gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), o programa está executando contratos no valor de US$ 71 milhões  – o equivalente a R$260 milhões – para melhoria da infraestrutura nas três regiões administrativas.

“Temos essa missão de verificar o cumprimento do programa como forma de salvaguarda dos requerimentos ambientais e sociais do contrato”, explicou o supervisor do BID, Jose Luiz de La Batista. 

As obras também vão melhorar as condições ambientais das áreas de desenvolvimento. Ele acrescenta, por exemplo, que a construção de um coletor de águas pluviais contribui com a proposta de redução de riscos de desastres.

“Foi identificado que o programa tem uma equipe fortalecida e que as obras estão em andamento. Sobretudo que podemos trabalhar juntos resolvendo apenas algumas lacunas”, acrescentou o especialista do BID.

Execução transparente

De acordo a subsecretária de Apoio às Áreas de Desenvolvimento Econômico, Maria Auxiliadora França, a vistoria realizada pelo BID reafirma o compromisso da SDE com a execução transparente e responsável do contrato. 

“Eles estão trazendo um olhar muito diferenciado em relação a sintonia das comunidades em volta das obras. A visita está nos trazendo ferramentas, inclusive, para pensar em um Procidades II”, adianta a gestora.

 Os supervisores do BID foram acompanhados pelos engenheiros da SDE responsáveis pelo programa Procidades. Eles visitaram as ADEs Centro Norte, Setor de Indústrias e Materiais de Construção da Ceilândia, a ADE do Gama e a subestação de energia da Companhia Energética de Brasília que está sendo construída no Polo JK.

* Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico