Tudo acontece em Brasília
Educação orienta escolas para riscos da seca

Educação orienta escolas para riscos da seca

Ver Original

A Secretaria de Educação do Distrito Federal enviou orientações para todas escolas para tentar reduzir os impactos da baixa umidade do ar nesta época do ano. Com ajuda da Defesa Civil, principalmente por conta do “alerta laranja”, a SES  quer evitar problemas respiratórios e desidratação dos alunos. Por enquanto, não há indicação para cancelamento de aulas ou redução de horário, apenas observação das orientações para garantir o bem-estar dos servidores e alunos.

Confira as recomendações 

Manter bebedouros, inclusive de emergência (potes e garrafas) em número acima dos já existentes, com boas condições de higiene e qualidade da água; Recomendar aos estudantes que levem à escola sua garrafinha de água e que não a compartilhem com os colegas, para evitar a propagação de gripes e/ou resfriados; Estimular os estudantes para que bebam bastante água; Lembrar os estudantes de umedecer as narinas e o rosto pelo menos uma vez por período;Foto: André Borges/Agência Brasília Estar atento aos estudantes com ânimo abatido ou queda rápida de rendimento e comunicar à direção da escola;Estar atento para detectar estudantes enfermos, principalmente com perda de líquidos (febril, diarréia, gripe, tosse etc); Acompanhar, com maior atenção, os estudantes com aspecto de aparente desnutrição; No caso de desmaios, tonturas, cãibras e mal-estar, paralisar, de imediato, a atividade do estudante, umedecer as têmporas, face e narinas e comunicar seus responsáveis para que tomem as devidas providências; Evitar exercícios físicos no período das 10h às 16h. Neste período, a insolação e a evaporação atingem seus índices máximos; Manter as salas de aula com a máxima ventilação possível; Manter elevada vigilância de higiene no ambiente escolar, pátios, sanitários e salas de aula; Promover atividades educativas com os estudantes em torno do assunto “desidratação”, destacando a higiene pessoal do ambiente e dos alimentos, dando maior atenção aos procedimentos para amenizar os efeitos da baixa umidade do ar.

* Com informações da Secretaria de Educação/DF