Notícia Voltar

Detran/DF autua cerca de 90 pessoas por alcoolemia no fim de semana
Os órgãos de fiscalização recolheram 111 veículos para o depósito. As ações ocorreram em locais como Ceilândia e Lago Sul

Publicidade
 
 
Cerca de 90 pessoas receberam autuação por dirigir sob efeito de álcool, entre sexta-feira (5/1) e a madrugada desta segunda (8/1). De acordo com balanço do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF), após teste do bafômetro, quatro condutores foram presos em flagrante. Houve ainda o caso de um homem que tentou fugir da blitz em Águas Claras e acabou preso em casa.


As ações ocorreram em parceria com a Polícia Militar, em regiões como Águas Claras, Ceilândia, Plano Piloto, Gama e Lago Sul. Apenas nas duas primeiras, os órgãos de fiscalização flagraram oito motoristas sem habilitação, seis com a CNH vencida e dois com suspensão do direito de dirigir.

Além das infrações por alcoolemia e direção indevida, houve o recolhimento de 111 veículos ao depósito. Segundo o Detran/DF, um deles, que circulava pelo Plano Piloto, teve o último licenciamento feito há mais de duas décadas. O automóvel também apresentava restrição administrativa por ter sido vendido sem transferência para o atual dono.
 
Álcool ao volante
 
Conforme o artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é considerado crime conduzir um veículo com concentração de igual ou superior a 0,3mg de álcool por litro de ar alveolar. A pena pode variar de seis meses a três anos, com possibilidade de conversão em serviços para entidades públicas ou para a comunidade.

A penalidade passará a ser outra a partir de 19 de abril, com a publicação da Lei nº 13.546. A partir de então, a direção sob efeito de substâncias psicoativas causará uma reclusão de cinco a seis anos, além da proibição ou suspensão do direito de conduzir um veículo. 

A infração, que é julgada como gravíssima, consiste em multa de R$ 2.934,70 e na aplicação de sete pontos na carteira. No caso de repetição durante o período de 365 dias, o valor pode dobrar.

Fonte: CorreioBraziliense

Acesso Rápido

Mais Lidas da Semana