Notícia Voltar

Cooperativas que assumirão coleta seletiva têm veículos vistoriados
Entre os itens avaliados estavam documentação, seguro e GPS. Representantes das entidades também receberam informações sobre prestação de contas dos contratos assinados em janeiro

Publicidade
SAMIRA PÁDUA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Veículos de cooperativas que assumirão a coleta seletiva em dez regiões administrativas do Distrito Federal foram vistoriados na tarde desta quarta-feira (7). O trabalho foi feito por servidores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), na Usina de Tratamento Mecânico Biológico da Asa Sul.

O objetivo foi conferir o cumprimento de normas contratuais. “A vistoria é para alinhar com as cooperativas o que tem que ter nos caminhões; os veículos têm de estar de acordo com o que foi publicado no edital”, explicou Andrea Portugal, assessora especial do SLU.

Entre os itens avaliados estavam documentação, seguro e GPS. A vistoria de hoje foi a primeira. Outra será feita antes do início dos trabalhos.

Os representantes das entidades também receberam informações acerca da prestação de contas dos contratos assinados em janeiro. Eles foram apresentados aos responsáveis, na autarquia, pelo acompanhamento do cumprimento das ações.

As cooperativas de catadores trabalharão no Cruzeiro, no Itapoã, no Lago Norte, no Lago Sul, no Paranoá, no Riacho Fundo I, no Riacho Fundo II, em São Sebastião, em Sobradinho e no Varjão.

InstituiçõesLotes pelos quais ficaram responsáveisAssociação de Catadores de Materiais Recicláveis Vencendo ObstáculosCruzeiro Velho e grandes geradoresAssociação de Catadores Recicla Mais BrasilItapoã e ParanoáAssociação de Catadores de Materiais Recicláveis do Distrito Federal — Recicla BrasíliaLago SulCentral de Reciclagem do Varjão — CRVLago Norte e VarjãoCooperativa de Trabalho de Catadores Ecolimpo Ltda.São SebastiãoCooperativa de Reciclagem Ambiental – CooperdifeSobradinho ICooperativa de Trabalho de Catadores de Materiais Recicláveis e Reutilizáveis Ambiental — Cooperativa CoopereRiachos Fundos I e IIComo funcionará a coleta seletiva das cooperativas

A coleta seletiva ocorrerá no mínimo duas vezes por semana em residências e comércios, em dias e turnos preferencialmente contrários ao serviço convencional. As rotas e os horários serão divulgados pelo SLU.

No caso do Lago Norte, o trabalho já é feito no Centro de Atividades (CA) por empresa contratada pelo SLU e deve ser expandido para as quadras QI e QL com as cooperativas.

No Cruzeiro Novo, as prestadoras do serviço manterão a coleta seletiva, e, no Cruzeiro Velho, as organizações de catadores assumirão os trabalhos.

Esse modelo de contratação é adotado desde maio de 2015 para parte da Candangolândia, do Núcleo Bandeirante, de Samambaia, de Santa Maria e de Brazlândia — regiões em que o serviço é feito por quatro cooperativas de catadores.


EDIÇÃO: VANNILDO MENDES

Fonte: AgênciaBrasilia

Acesso Rápido

Mais Lidas da Semana