Notícia Voltar

Mulher baleada em ônibus continua em estado grave
Jéssica Antunes [email protected] Continua em estado grave e ainda respira com ajuda de aparelhos a mulher ferida durante uma tentativa de assalto a um ônibus interestadual na madrugada de terça-feira (15). O Instituto Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) informou que a jovem de 21 anos, baleada no tórax e na coluna, apresentou …

Publicidade

Jéssica Antunes
[email protected]

Continua em estado grave e ainda respira com ajuda de aparelhos a mulher ferida durante uma tentativa de assalto a um ônibus interestadual na madrugada de terça-feira (15). O Instituto Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) informou que a jovem de 21 anos, baleada no tórax e na coluna, apresentou melhora do quadro pulmonar. Ontem, ela passou por drenagem torácica e está sendo acompanhada por profissionais da neurocirurgia.

Sarah Cristian Bueno segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e recebe cuidados intensivos. Um homem que ficou com uma bala alojada na mão foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia (GO), na Região Metropolitana do Distrito Federal. Ambos eram passageiros do ônibus que fazia o itinerário São Paulo-Brasília assaltado nesta madrugada na BR-040.

Leia também: Bandidos que morreram em assalto a ônibus na BR-040 eram irmãos

Vídeos mostram estrago em ônibus invadido por assaltantes

Tentativa de assalto

Passava das 4h30 quando os dois suspeitos teriam se posicionado na pista e atirado contra o ônibus para forçar parada. Segundo relatos da polícia, a dupla entrou no veículo e identificou Hernandes José Rosa, sargento da PMDF há duas décadas, com a farda da corporação. A dupla disparou contra o militar, que foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento de Luziânia (UPA), mas não resistiu.

O sargento Hernandes José Rosa trabalhava no 25º Batalhão de Polícia Militar, no Núcleo Bandeirante, e morava em Catalão (GO). Dentro do ônibus também estava um agente penitenciário, que reagiu ao assalto. Na troca de tiros, os dois criminosos morreram e caíram nas escadas do veículo. O velório do militar ocorre nesta quarta-feira (16) em Catalão. Do DF, um comboio de colegas seguiu para prestar as últimas homenagens a ele.

A Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Distrito Federal lamentou o ocorrido. “Neste momento de dor e consternação nos solidarizamos ao sentimento de perda da família PMDF e oferecemos nossas mais sinceras condolências”, disse, em nota.

Fonte: JornalDeBrasilia

Acesso Rápido

Mais Lidas da Semana