Notícia Voltar

Passageiros da Rodoviária estão confusos após interdição de parte do local
O governo decidiu isolar uma área de 2,4 mil metros quadrados que vai do conjunto de escadas próximo à Esplanada dos Ministérios até as catracas de acesso ao BRT, após trabalhadores de uma empresa terceirizada pela operadora Vivo romperem 10 cabos de sustentação da estrutura

Publicidade

Passageiros da área isolada pelo governo teve dificuldade em encontrar novo local de embarque (foto: Caroline Cintra/Especial para o Correio)

Na Rodoviária do Plano Piloto a quinta-feira (11/10) começou confusa para os passageiros afetados pela alteração do local de embarque, após parte do terminal ter sido interditado no fim da tarde de quarta(10). O governo decidiu isolar uma área de 2,4 mil metros quadrados, que vai do conjunto de escadas próximo à Esplanada dos Ministérios até as catracas de acesso ao BRT, após trabalhadores de uma empresa terceirizada pela operadora Vivo romperem 10 cabos, de um total de 60, que sustentam a estrutura.  

 
A auxiliar administrativa Dayse Duarte, 24 anos, é uma delas. A jovem teve dificuldade em encontrar o novo local de partida para São Sebastião. Segundo ela, quase não se tem informação sobre as mudanças e, desde cedo, a Rodoviária está uma bagunça. "Depois de muito tempo eu consegui encontrar a minha fila. Agora está mais tranquilo", contou.
 
Por causa do isolamento, quatro linhas sofreram alterações no local de embarque. Os itinerários 0.620 e 620.1, que ligam Planaltina a Brasília, terão local de embarque ao lado da plataforma superior, próximo ao Teatro Nacional; e as linhas 22.02 e 23.02, do BRT, com sentido ao Gama e Santa Maria serão alteradas para o Eixinho W, entre o Conjunto Nacional e o Conic. 

 

De acordo com alguns fiscais, que não quiseram se indentificar, desde cedo a população está perdida e a todo hora chega alguém com dúvida de onde pegar o ônibus.

 

 

 

 

Fonte: CorreioBraziliense

Acesso Rápido

Mais Lidas da Semana